Os melhores álbuns de música sertaneja de 2017

0

Cá estamos nós novamente para escrever sobre os melhores CD’s de música sertanejo do ano passado. Foram muitos os lançamentos em 2017, escolhi cinco discos que achei muito interessantes para comentar abaixo sem rankings e gosto pessoal.

Eduardo Costa – “Na Fazenda”

– O formato acústico, intimista, simples e com muita qualidade, coloca o novo álbum do Eduardo CostaNa fazenda” com voz e violão entre os melhores discos do ano passado. O cantor trouxe sucessos da música sertaneja das décadas de 90 e 2000 como: “Saudade” (Chrystian e Ralf), “Feito eu” (Chitãozinho e Xororó), “Nos bares da cidade” (Rick e Renner), entre outras e “Seguindo no trem azul” (do Roupa Nova) que ficou bem legal na voz do cantor. O “Na fazenda” trouxe os cantores Dell Cavalini e Alex e a dupla Cleiton e Romário, todos amigos do cantor para participar desse projeto no Haras de Eduardo Costa.

Esse CD é daqueles pra ouvir no churrasco bem a vontade com os amigos e a família tomando aquela cerveja e curtindo uma viagem dentro da música sertaneja ao som de um dos cantores mais carismáticos do gênero.

Produção Musical: Romário Rodrigues, Eduardo Costa e Leandro Porto

Chitãozinho e Xororó – “Elas em evidências”

– “Elas em evidências” dos mestres Chitãozinho e Xororó reuniu as mulheres em um novo projeto que foi lançado no final de 2017. O álbum que era pra ser um registro do show da turnê “Evidências” foi reformulado. Devido ao sucesso monstruoso das mulheres dentro da música brasileira, os sertanejos reuniram as pressas algumas cantoras sertanejas e da nova MPB para compor o time feminino no álbum que trás “elas” cantando sucessos de Chitãozinho e Xororó como: “Evidências“, “Fio de cabelo“, “Alô“, “Pode ser pra valer“, entre outras canções.

As convidadas foram: Simone e Simaria, Maiara e Maraisa, Paula Fernandes, Bruna ViolaTânia Mara e Marília Mendonça no time sertanejo e Alcione, Ana Clara, Anavitória e Kell Smith no time da MPB. Destaco “João e Maria” com Ana Clara, “Chovendo na roseira” com Anavitória e uma roupagem fenomenal de “Era uma vez” com Kell Smith.

Produção Musical: Cláudio Paladini

Victor e Leo – “Na luz do som”

– Aos fãs da música sertaneja e da dupla Victor e Leo, um ótimo presente de fim de ano (no caso de 2017). A dupla lançou seu décimo terceiro álbum “Na luz do som” com a identidade e sonoridade característica da dupla e de seus melhores álbuns. Os irmãos que enfrentaram um ano de 2017 atípico com problemas familiares mostraram nesse último álbum de carreira lançado a força da dupla e da marca Victor e Leo. Podemos sentir e ouvir as verdades nas letras do Victor Chaves, a entrega do Léo na primeira voz e é claro o mix de gêneros nos arranjos e na produção do próprio Victor.

Nesse álbum podemos encontrar as belas letras com guitarra distorcida, elementos do blues com o tradicional acordeon sertanejo. “Na luz do som” música atualmente trabalhada nas rádios é fantástica e ganhará um clipe a altura de sua letra. “Senhorita“, “Valsa do vento” e “In Love“.

Produção Musical: Victor Chaves

Edson e Hudson – “Eu e você de novo”

– “Eu e você de novo“, ao vivo em Goiânia é certamente um dos melhores álbuns de toda a carreira de Edson e Hudson. Depois de altos e baixos, a separação, a dupla se repaginou e voltou com tudo ao mercado com um disco pra lá de bom. Trouxe Luan Santana, Lauana Prado e Jorge e Mateus pra abrilhantar e emocionar os fãs da dupla e da música sertaneja.

Nesse novo álbum podemos encontrar os sucessos de todas as fases da dupla como: “Azul“, “Ciúme Exagerado“, “Rabo de saia“, “Fala“, “Foi você quem trouxe” e “Foi Deus” e as inéditas “Contrato“, “Eu e você de novo“, “Trair é bom mas é pecado“, “A chama” e “Não deixo não” incluem Edson e Hudson nos melhores discos do ano para o “Blog do Modão“.

Produção Musical: Ricardo Gama

Bruno e Marrone – “Ensaio”

– Depois de 6 anos, Bruno e Marrone voltam a lançam um álbum recheado de canções inéditas (22 no total), no formato acústico, intimista e com muitas canções boas. O álbum “Ensaio” aposta em canções de compositores da nova geração, a dupla trouxe os elementos sonoros da nova música sertaneja e com letras falando em (des)amores, faixas totalmente inéditas e algumas canções com visibilidade regional como: “Enquanto eu brindo cê chora(que foi a primeira música de trabalho do novo disco).

Apesar de não ouvirmos toda aquela entrega do Bruno que estamos acostumados em ouvir nos discos anteriores, o álbum todo é gostoso de se ouvir e tem uma qualidade fenomenal. Destaco além da canção citada acima, “Beijo de varanda“, “Trégua (eu quero trégua)“, “Perfume“, “Não me deixa saber“, “Chega de nove hora (me escuta)” e “Na conta da loucura“.

Produção Musical: Eduardo Pepato

Zé Henrique e Gabriel – “Histórico”

– O que parecia ser uma festa total (que realmente foi) se tornou em um último álbum da dupla Zé Henrique e Gabriel. No final de 2017 eles anunciaram a separação da dupla a partir de abril de 2018 e o último disco da carreira realmente foi “Histórico“. Um dos melhores álbuns de 2017 de música sertaneja para esses caras que merecem todo o respeito da classe e dos fãs.

Conseguiram reunir os grandes nomes do sertanejos: Zezé di Camargo e Luciano, Chitãozinho e Xororó, Marília Mendonça, Maiara e Maraisa, Gusttavo Lima, Paula Fernandes, Henrique e Juliano, Matheus e Kauan, Daniel e Bruno e Marrone, ainda mais, todos os citados acima gravaram canções eternizadas da dupla e algumas inéditas. O prestígio e respeito de Zé Henrique e Gabriel é imensurável, a dupla fez história e fará falta sim dentro do mercado com o talento de sempre.

Destaco as inéditas “Quase amor“, “Casa comigo“, “Coração Bipolar” e “Instinto animal” com Chitão e Xororó.

Produção Musical: Enoque Rodolfo

COMENTE

Deixar Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.