Blog Página 3

Assista “Whisky e Cigarros”: a parceria entre Gilberto e Gilmar e Zé Neto e Cristiano

0

A nova geração da música sertaneja se encontra com a melhor geração do gênero. Estou falando da parceria entre Zé Neto e Cristiano e Gilberto e Gilmar.

Na última sexta-feira (19) as duplas lançaram a canção “Whisky e Cigarros“, os cantores já haviam estreitado os laços no ano passado com direito a participação honrosa de Gilberto e Gilmar em um show de Zé Neto e Cristiano, “Whisky e Cigarros” sela a parceria entre ambos e o resultado ficou fantástico, confira abaixo:

Top 20: conheça as musas do “novo” sertanejo

1

Resolvi fazer esse post com as novas musas do “novo” sertanejo pra dar uma movimentada, “cunverseiro” e mimimi nos bastidores, hahaha. Vasculhando alguns Instagram e páginas no Facebook fiz um apanhado de fotos listando as 20 musas.

Tem cantora mega famosa, famosa e famosinha, mas todas donas de milhares de seguidores em suas redes sociais. Se faltou alguém, manda um comentário pra gente. Até a próxima! 🙂

João Bosco e Vinícius apresentam as primeiras canções do “Segura Maracajú”

0

Um lançamento daqueles fantásticos pra marcar o ano e a carreira do artista. João Bosco e Vinícius voltam as origens com o violão e voz e começam a lançar hoje nas plataformas digitais e vídeos no YouTube as novas músicas do novo álbum “Segura Maracajú“.

A dupla do Mato Grosso do Sul e uma das precursoras do novo sertanejo fez uma releitura do primeiro CD “acústico no bar” gravado em 2002 na época que a dupla cantava nos bares, butecos e festas de repúblicas universitárias do interior de MS e eis aí então o surgimento do “sertanejo universitário”.

Como naquela época não era acessível a gravação em vídeo, João Bosco e Vinícius resolveram presentear os fãs da dupla e da música sertaneja com esse projeto que leva o nome da cidade (Maracajú) onde foi captado o áudio de uma dessas festas de fundo de quintal onde a dupla se apresentava para os amigos e que veio a “explodir” a dupla com o chamado CD “piratinha”.

O álbum mesclado com inéditas, sucessos de ontem e de hoje da dupla e de clássicos sertanejos, apresenta seus primeiros vídeos: “Não era você” (JB&V) e “Do Brasil à Argentina” (Airo e Ruan):

Nas “alturas”, Victor e Leo lançam clipe de “Na luz do som”

0

Victor e Leo foram as alturas no clipe da nova música “Na luz do som” explorando as luzes artificiais e naturais; a dupla escolheu um lindo arranha-céu na cidade mineira de Uberlândia como cenário do clipe que acontece durante o dia e a noite.

Divulgando o novo álbum que leva o mesmo nome da canção, a dupla volta a fazer aquele som que a gente tanto gosta com inéditas escritas pelo Victor, a bela interpretação do Léo e é claro os lindos arranjos (“Na luz do som” está entre os melhores discos do ano de 2017 na opinião do blog, leia aqui sobre os melhores CDs de 2017).

A canção “Na luz do som” foi escrita e arranjada pelo Victor Chaves e o álbum pode ser encontrado nas plataformas digitais e distribuído pela Som Livre.

Assista “Portão de grade”: a nova e linda canção de Victor e Diogo

0

Com quase dez anos de carreira, os jovens do Paraná Victor e Diogo lançaram essa semana a nova música de trabalho da dupla.

A linda canção “Portão de Grade” começa a ser executadas nas rádios de todo o país, plataformas digitais e ganhou um clipe maravilhoso que pode ser conferido abaixo:

Portão de Grade” tem composição do Rafael Augusto, Gustavo Martins, Ronael, Ricardo Vismarck e Murilo Huff, produção Musical do Jimmy Oliveira e a direção de vídeo ficou por conta do renomado Jacques Júnior.

Promessas que podem ser destaques na música sertaneja em 2018

1

Quem pode fazer a diferença dentro do cenário da música sertaneja em 2018? Quais as novidades do gênero para esse ano? Pois bem, abaixo listo cinco artistas que podem fazer a diferença e ter um destaque acima do normal para esse ano.

– Rayane e Rafaela

Uma dupla feminina recém formada e muito forte nos bastidores da cena sertaneja e que em 2018 pode ter a sua consagração. Residentes em Goiânia e figuras carimbadas, a dupla que tem Rafaela Miranda na primeira voz acaba de lançar um EP com canções inéditas e muito boas por sinal seguidas de um DVD que será lançado ainda nesse semestre. A dupla está sob os olhos de Mauricio Mello, um dos principais diretores e compositores da atualidade. Rayane e Rafaela trabalham a canção “Câmera Lenta“, que pode ser assista abaixo:

– Sinésio e Henrique

Faz uns 3 anos que venho apostando nesses jovens do interior do Paraná. Sinésio e Henrique estão alocados em Londrina e possuem um excelente trabalho na internet e nas rádios do centro sul brasileiro. Os jovens trabalham o DVD “Porta Mala de Carro” e a faixa “Gostozex” é sucesso por onde passam. Temos que ficar de olhos bem abertos para o estado do Paraná, muitos talentos com trabalhos profissionais estão surgindo do estado do “pé vermelho”.

– Léo e Raphael

Mais uma pérola e promessa do estadão do Paraná. Os meninos do “Tchau Brigado” e “Sai do mato veiaco” acabam de assinar com a poderosa Universal Music e estão com DVD no forno gravado em Londrina para sair. A dupla que contagia os universitários começa a dar passos largos rumo ao completo sucesso e conquistar todo o Brasil. Léo e Raphael trabalham a canção “Cê Gosta“, do “Ao Vivo em Londrina” que já conta com mais de 3 milhões de visualizações:

– Jefferson Morais

O cantor dos hits “Beber com emergência“, “Um centímetro” e “Coleção de ex” tá com uma bela de uma moral dentro da AudioMix que já é possível vê-lo nas paradas das rádios brasileiras, plataformas digitais e no YouTube.

Dessa vez, Jefferson Morais sai da geladeira do escritório e vem com tudo em 2018. O cantor acaba de lançar nacionalmente o “Start in São Paulo“, lançado e distribuído pela Som Livre e vários shows por todo o Brasil já estão anotados na agenda do cantor. Vida longa ao jovem!

– Kleo Dibah

Recém separado do parceiro Rafael, o cantor Kleo Dibah começa com tudo a carreira solo com o primeiro projeto “Na varanda“. O DVD intimista e com canções inéditas e regravações é uma aposta do cantor e da WorkShow (seu escritório). O cantor já tem um novo show, com equipe e tudo mais se apresentando em alguns shows promovidos pelo escritórios e em shows próprios pelo interior de Goiás e Minas Gerais. Não há o que se discutir do talento e da capacidade do Kleo Dibah, o tempo e as estrategias de sua carreira irão decidir o futuro da carreira do cantor. Abaixo tem um vídeo teaser do novo projeto.

Os melhores álbuns de música sertaneja de 2017

0

Cá estamos nós novamente para escrever sobre os melhores CD’s de música sertanejo do ano passado. Foram muitos os lançamentos em 2017, escolhi cinco discos que achei muito interessantes para comentar abaixo sem rankings e gosto pessoal.

Eduardo Costa – “Na Fazenda”

– O formato acústico, intimista, simples e com muita qualidade, coloca o novo álbum do Eduardo CostaNa fazenda” com voz e violão entre os melhores discos do ano passado. O cantor trouxe sucessos da música sertaneja das décadas de 90 e 2000 como: “Saudade” (Chrystian e Ralf), “Feito eu” (Chitãozinho e Xororó), “Nos bares da cidade” (Rick e Renner), entre outras e “Seguindo no trem azul” (do Roupa Nova) que ficou bem legal na voz do cantor. O “Na fazenda” trouxe os cantores Dell Cavalini e Alex e a dupla Cleiton e Romário, todos amigos do cantor para participar desse projeto no Haras de Eduardo Costa.

Esse CD é daqueles pra ouvir no churrasco bem a vontade com os amigos e a família tomando aquela cerveja e curtindo uma viagem dentro da música sertaneja ao som de um dos cantores mais carismáticos do gênero.

Produção Musical: Romário Rodrigues, Eduardo Costa e Leandro Porto

Chitãozinho e Xororó – “Elas em evidências”

– “Elas em evidências” dos mestres Chitãozinho e Xororó reuniu as mulheres em um novo projeto que foi lançado no final de 2017. O álbum que era pra ser um registro do show da turnê “Evidências” foi reformulado. Devido ao sucesso monstruoso das mulheres dentro da música brasileira, os sertanejos reuniram as pressas algumas cantoras sertanejas e da nova MPB para compor o time feminino no álbum que trás “elas” cantando sucessos de Chitãozinho e Xororó como: “Evidências“, “Fio de cabelo“, “Alô“, “Pode ser pra valer“, entre outras canções.

As convidadas foram: Simone e Simaria, Maiara e Maraisa, Paula Fernandes, Bruna ViolaTânia Mara e Marília Mendonça no time sertanejo e Alcione, Ana Clara, Anavitória e Kell Smith no time da MPB. Destaco “João e Maria” com Ana Clara, “Chovendo na roseira” com Anavitória e uma roupagem fenomenal de “Era uma vez” com Kell Smith.

Produção Musical: Cláudio Paladini

Victor e Leo – “Na luz do som”

– Aos fãs da música sertaneja e da dupla Victor e Leo, um ótimo presente de fim de ano (no caso de 2017). A dupla lançou seu décimo terceiro álbum “Na luz do som” com a identidade e sonoridade característica da dupla e de seus melhores álbuns. Os irmãos que enfrentaram um ano de 2017 atípico com problemas familiares mostraram nesse último álbum de carreira lançado a força da dupla e da marca Victor e Leo. Podemos sentir e ouvir as verdades nas letras do Victor Chaves, a entrega do Léo na primeira voz e é claro o mix de gêneros nos arranjos e na produção do próprio Victor.

Nesse álbum podemos encontrar as belas letras com guitarra distorcida, elementos do blues com o tradicional acordeon sertanejo. “Na luz do som” música atualmente trabalhada nas rádios é fantástica e ganhará um clipe a altura de sua letra. “Senhorita“, “Valsa do vento” e “In Love“.

Produção Musical: Victor Chaves

Edson e Hudson – “Eu e você de novo”

– “Eu e você de novo“, ao vivo em Goiânia é certamente um dos melhores álbuns de toda a carreira de Edson e Hudson. Depois de altos e baixos, a separação, a dupla se repaginou e voltou com tudo ao mercado com um disco pra lá de bom. Trouxe Luan Santana, Lauana Prado e Jorge e Mateus pra abrilhantar e emocionar os fãs da dupla e da música sertaneja.

Nesse novo álbum podemos encontrar os sucessos de todas as fases da dupla como: “Azul“, “Ciúme Exagerado“, “Rabo de saia“, “Fala“, “Foi você quem trouxe” e “Foi Deus” e as inéditas “Contrato“, “Eu e você de novo“, “Trair é bom mas é pecado“, “A chama” e “Não deixo não” incluem Edson e Hudson nos melhores discos do ano para o “Blog do Modão“.

Produção Musical: Ricardo Gama

Bruno e Marrone – “Ensaio”

– Depois de 6 anos, Bruno e Marrone voltam a lançam um álbum recheado de canções inéditas (22 no total), no formato acústico, intimista e com muitas canções boas. O álbum “Ensaio” aposta em canções de compositores da nova geração, a dupla trouxe os elementos sonoros da nova música sertaneja e com letras falando em (des)amores, faixas totalmente inéditas e algumas canções com visibilidade regional como: “Enquanto eu brindo cê chora(que foi a primeira música de trabalho do novo disco).

Apesar de não ouvirmos toda aquela entrega do Bruno que estamos acostumados em ouvir nos discos anteriores, o álbum todo é gostoso de se ouvir e tem uma qualidade fenomenal. Destaco além da canção citada acima, “Beijo de varanda“, “Trégua (eu quero trégua)“, “Perfume“, “Não me deixa saber“, “Chega de nove hora (me escuta)” e “Na conta da loucura“.

Produção Musical: Eduardo Pepato

Zé Henrique e Gabriel – “Histórico”

– O que parecia ser uma festa total (que realmente foi) se tornou em um último álbum da dupla Zé Henrique e Gabriel. No final de 2017 eles anunciaram a separação da dupla a partir de abril de 2018 e o último disco da carreira realmente foi “Histórico“. Um dos melhores álbuns de 2017 de música sertaneja para esses caras que merecem todo o respeito da classe e dos fãs.

Conseguiram reunir os grandes nomes do sertanejos: Zezé di Camargo e Luciano, Chitãozinho e Xororó, Marília Mendonça, Maiara e Maraisa, Gusttavo Lima, Paula Fernandes, Henrique e Juliano, Matheus e Kauan, Daniel e Bruno e Marrone, ainda mais, todos os citados acima gravaram canções eternizadas da dupla e algumas inéditas. O prestígio e respeito de Zé Henrique e Gabriel é imensurável, a dupla fez história e fará falta sim dentro do mercado com o talento de sempre.

Destaco as inéditas “Quase amor“, “Casa comigo“, “Coração Bipolar” e “Instinto animal” com Chitão e Xororó.

Produção Musical: Enoque Rodolfo

5 CD’s independentes de música sertaneja que se destacaram em 2017

0

Começando a epopeia dos “melhores e piores do ano”, abaixo temos o primeiro texto com os “Álbuns independentes de música sertaneja que se destacaram no ano de 2017“. Sem delongas e rankings, cito a inserção de alguns artistas no mercado sertanejo e a evolução de outros com bastante experiência no mercado. Artistas de diversas regiões do país que querendo ou não fazem um “certo” barulho regionalmente e até mesmo nacionalmente com seus álbuns lançados de forma independente e que foram tomando proporções não esperadas.

Rick e Rangel – “Infinity”

– Diretamente de Brasília, o ano de 2017 brilhou na carreira da dupla Rick e Rangel. O álbum “Infinity” gravado na capital federal deu um “boom” na carreira da dupla que está desde 2010 no mercado sertanejo. Cantores e compositores de mão cheia, Rick e Rangel convidaram Marília Mendonça, Guilherme e Santiago, Maiara e Maraisa, Mano Walter, Felipe Araújo, Luiza e Maurílio e o padrinho Gusttavo Lima para somar nesse novo projeto que trouxe além de regravações e músicas autorais inéditas, a faixa “Pen Drive de Modão” que é sucesso na internet e nas rádios.

Destaque também para a faixa “Será que cê deixa(música atualmente trabalhada nas rádios), “Dedinho Podre“, “Vai ser feliz“, “Guenta coração” e as imitações em “Último Adeus“.

Produção Musical: Rick Azevedo

Max Moura e Cristiano – “Lá em Bonito”

– 2017 foi o ano das gravações de DVD com cenários inimistas e inusitados. O novo álbum de Max Moura e Cristiano foi inovador, gravado no paraíso natural que é a cidade de Bonito (interior de Mato Grosso do Sul), a dupla que reside em Campo Grande reuniu alguns sucessos da carreira e canções inéditas além da participação dos conterrâneos Bruninho e Davi na canção “Beijo tipo chiclete“.

Músicas românticas e animadas com o charme da voz grave da dupla, trás a identidade de Max Moura e Cristiano para reconhecimento de todo o Brasil através das redes sociais e de seu produtor e sócio Dudu Borges. Coube a Dudu a responsabilidade de produzir o áudio do álbum “Lá em Bonito“. Destaco as faixas: “Aonde tá o problema“, “Vazio obsoleto“, “Rota de fuga“, “Calem-se para sempre“, “Na varanda” e “Vai e vem“.

Produção Musical: Dudu Borges

Diego e Victor Hugo – “Ao Vivo em Uberlândia”

Uberlândia nas Minas Gerais é a casa de uma das apostas da música sertaneja para o próximo ano com a dupla Diego e Victor Hugo. Os jovens cantores que também são compositores de mão cheia, reuniram vários amigos para a gravação do álbum “Ao Vivo em Uberlândia” como: Henrique e Juliano, Maiara e Maraisa, Jads e Jadson, Bruno e Marrone e Gusttavo Lima.

O novo álbum é inédito e conta apenas com um pout pourri de regravações de clássicos sertanejos, aponto: “Baladeiras“, “Sem contraindicação“, “Um alvo“, “Um gole vai, um gole vem“, “Bar de esquina” e “Subtraindo” como as canções destaque do álbum.

Produção Musical: Júnior Melo

Hugo e Guilherme – “No pelo”

Hugo e Guilherme, que orgulho ouvir esse novo trabalho ade vocês. A dupla reuniu vários sucessos da música sertaneja e da música brasileira da década de 2000 em um CD “no pelo“, como assim, pois é, o álbum foi gravado meio que “cruzão” não usando muito recursos tecnológicos em sua produção. Lógico que existe uma coisa aqui ou outra ali, mas a sonoridade da mix e da master faz transparecer que o áudio seja apenas o famoso acústico no cru, no “pelo”.

O álbum como disse acima é quase todo regravação mas tem a inédita “Conveniência” e a não tão inédita “Deslumbrante(que é boa também) 🙂.

Produção Musical: Marcos Paulo

Cleber e Cauan – “Resenha”

– Sejam todos bem vindos a Resenha do Cleber e Cauan onde menos é mais. Bora então falar sobre esse álbum “extourado”. Gravado em Goiânia, naquele formato mais intimista e simples possível simulando um luau, a dupla reuniu alguns sucessos da carreira como “Onde há fumaça há fogo” e “Sonho“, juntou com regravações e participações (Israel e Rodolffo, Thaeme e Thiago, Fernando Zor, André e Andrade, Gian e Tribo da Periferia) e apresentou a todo o Brasil esse lindo álbum acústico com a linda canção e hit “Quase“.

Produção Musical: Jonas Paixão